Cruzes em homenagem às vítimas de Covid são retiradas da rotatória São Francisco em Assis

Ato tinha como objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância dos cuidados contra a doença.

Cruzes foram retiradas da rotatória em Assis neste domingo — Foto: Marcela Cezar / Pinata Fotografia

ASSIS-SP — Depois de quase dois meses, as mais de 300 cruzes que foram colocadas na rotatória São Francisco em Assis em homenagem às vítimas da Covid-19 foram retiradas neste domingo, dia 25 de julho de 2021.

A intervenção promovida pelo advogado Karol Tedesque tinha o objetivo, além da homenagem, de conscientizar as pessoas sobre a importância dos cuidados e o papel de cada pessoas na prevenção à doença.

No dia 6 de junho, 308 cruzes pintadas de preto foram colocadas no local com a faixa escrito “A culpa também é sua”. Já no dia 28, mais 56 cruzes foram colocadas na rotatória, totalizando 364. Segundo Karol, o ato atingiu seu objetivo e ele já foi idealizado com uma previsão de retirada das cruzes.

“Quando eu coloquei as cruzes no dia 6 de junho a minha ideia era retirar depois de um mês, então iria retirar no dia 7 de julho. Mas acabou ganhando uma outra proporção. Muitas pessoas passaram a fazer homenagens ao seus entes queridos, deixar fotos e flores e me pediram para deixar mais um pouco nesse mês de julho porque alguns moram fora de Assis e viriam para cidade”, conta.

Cruzes serão guardadas e segundo o advogado será estudado uma forma de utilizá-las em um novo memorial em Assis — Foto: Marcela Cezar / Pinata Fotografia

“Os índices de contágio em Assis diminuíram muito e não tem mais o risco de colapso hospitalar e a vacinação está avançando. Acredito que o objetivo final dessa intervenção, que era essa conscientização para diminuir os casos, desafogar a rede hospitalar, foi alcançado. Durante esse foi formado um coletivo com psicólogos de Assis em respeito às famílias enlutadas e ele começou a organizar a retirada dessas cruzes que já era algo que eu já concordava e pretendia fazer.”

As cruzes foram retiradas na manhã de domingo após a celebração de um ato ecumênico e as famílias que tiveram o interesse de levar alguma das cruzes para casa puderam fazer isso.

O restante foi guardado e, segundo o advogado, será pensado em como utilizá-las em um possível memorial para as vítimas.

Um ato ecumênico foi realizado antes da retirada das cruzes em Assis — Foto: Marcela Cezar / Pinata Fotografia

Outras Notícias

Mais acessadas da seamana