Homem que estuprou e matou menina de 6 anos é condenado na região

Vitória Graziela Fernandes de Lima foi morta e ainda teve o corpo incendiado por Renato Martinelli.

BAURU-SP — Após quase nova horas de julgamento, Renato Alexandre Cury Martinelli, de 45 anos, foi condenado nesta quinta-feira, dia 14, a quase 50 anos de prisão por estuprar e matar uma menina de 6 anos em Bauru (SP).

Vitória Graziela Fernandes de Lima foi morta e ainda teve o corpo incendiado por Renato Martinelli em crime que ocorreu em 2012. Na época, o corpo só foi encontrado quatro dias após o crime.

O condenado era namorado da mãe da vítima e confessou o crime. No julgamento, ele também foi condenado por tentativa de estupro de outra criança, de 4 anos, que era vizinha de Vitória, poucos meses antes do crime.

Ele foi condenado a 32 anos por homicídio triplamente qualificado contra Vitória, a 11 anos e 8 meses por estupro de vulnerável, a 2 anos e 4 meses pelo sequestro, 1 ano pela ocultação de cadáver e a 3 anos pela tentativa de estupro da outra menina.

O CASO

De carro, ele sequestrou Vitória e a levou a uma estrada perto do campus da Unesp. Lá, teria batido a cabeça dela contra uma torre de transmissão de energia.

Com a menina desacordada, abusou sexualmente dela e, depois, jogou combustível e queimou o corpo. O médico que periciou o corpo indicou traumatismo craniano como causa da morte, associada a asfixia por esganadura e carbonização.

Vitória foi estuprada, morta e teve o corpo carbonizado pelo namorado da mãe — Foto: Arquivo Pessoal
Mais acessadas da seamana