Corpo de homem que morreu após ser agredido em baile da terceira idade será enterrado em Assis

Família autorizou doação de órgãos; enterro será nesta sexta-feira (15). Contador de 53 anos levou um soco tentando separar briga e bateu a cabeça no chão.

Roberto Donizete da Cruz, de 53 anos, morreu nesta quarta-feira no HC de Marília — Foto: Arquivo pessoal

ASSIS-SP — O corpo do contador de Assis (SP) que morreu após se envolver em uma briga no Clube da Terceira Idade será enterrado na sexta-feira (15).

Roberto Donizete da Cruz estava internado desde o domingo (10) no Hospital das Clínicas de Marília (SP), onde morreu na quarta-feira (13). O enterro será às 9h no Cemitério Municipal de Assis.

Os familiares liberaram a doação de órgão e registraram boletim de ocorrência como lesão corporal, mas agora vão pedir para a Polícia Civil para mudar para homicídio.

Briga na terceira idade

Roberto, de 53 anos, participava de uma festa e, de acordo com o boletim de ocorrência, o contador tentava separar uma briga quando levou um soco no rosto e caiu no chão.

A família informou a polícia que a briga que começou dentro do clube, mas terminou do lado de fora, momento em que roberto sofreu a agressão no rosto. Ele foi encontrado no chão e testemunhas disseram que ele caiu e bateu a cabeça. Depois foi constatado que o contador sofreu uma lesão causada por um soco.

Testemunhas indicaram que a agressão partiu de um dos seguranças da festa.

A presidência do Clube lamentou o ocorrido e informou que os seguranças que trabalhavam no evento eram de uma empresa terceirizada.

Roberto da Cruz foi levado para Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Assis, e depois foi transferido ao Hospital das Clínicas de Marília, onde ficou internado por três dias e morreu.

Agressão aconteceu no Clube da Terceira Idade de Assis no último domingo (10) — Foto: Clube da 3ª Idade de Assis/Divulgação

VEJA TAMBÉM

Mais acessadas da seamana