Paraná

Grávida é esfaqueada pelo ex-companheiro no Paraná, diz Polícia Civil

Mulher de 34 anos foi encontrada por familiares em uma estrada rural na manhã deste domingo (3). Delegado afirma que crime pode ter ocorrido porque homem não aceitava o fim do relacionamento.

G1 | Redação

MARIALVA-PR — Uma mulher de 34 anos, grávida de quatro meses, foi esfaqueada na madrugada deste domingo (3), em Marialva, no norte do Paraná. A Polícia Civil afirma que os golpes de faca foram desferidos pelo ex-companheiro.

O delegado Rodolfo Vieira Nanes detalha que os dois moraram juntos por quatro anos e tinham uma filha. Há aproximadamente um mês a vítima terminou o relacionamento. Esse pode ter sido motivo do crime.

Os golpes de faca perfuraram um dos pulmões e o ombro da vítima.

Segundo a Polícia Militar (PM), depois de esfaquear a mulher, o suspeito ligou para familiares dela dizendo o que tinha acontecido e mandou a localização de onde ela estaria. A mulher foi deixada em uma estrada rural conhecida como Santa Fé. O homem fugiu.

Após ser encontrada pela família, a mulher foi levada em estado grave ao Hospital Universitário (HU) de Maringá, na mesma região. Ela está estável e o bebê está bem. Segundo a vítima, o fato ocorreu por volta das 3h e ela só foi encontrada às 7h.

Equipes da PM e da Polícia Civil fazem buscas para tentar localizar o suspeito.

Quando for preso, o homem, que não tem passagens pela polícia, deve ser indiciado por tentativa de homicídio qualificado, ainda conforme o delegado Rodolfo Nanes .

Comente

Outras Notícias

Veja Também