PM apreende cerca de R$ 300 mil em drogas em menos de 24 horas em Marília

Uma mulher de 24 anos foi presa. Na outra apreensão, dois homens, um de 32 e outro de 22 anos, foram presos.

Três apreensões de drogas realizadas pela Polícia Militar entre a noite de quarta-feira (30) e madrugada de hoje (31), resultaram em um prejuízo estimado de R$ 300 mil para os traficantes. Mais de  180 quilos de entorpecentes foram apreendidos no total.

Equipes da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam), Força Tática, Canil e Polícia Rodoviária Estadual (PRE) conseguiram interceptar carregamentos que abasteceriam usuários em Marília e região.

O primeiro caso terminou com a prisão da desempregada Jéssica da Silva, de 25 anos, que enterrou 13 quilos de entorpecentes (maconha, crack e cocaína) em seu quintal na favela da Vila Barros, zona Norte.

As drogas seriam distribuídas na rua Salvador Salgueiro, o maior ponto de tráfico da cidade, e o valor do prejuízo dos traficantes foi estimado em R$ 100 mil.

Equipe da Força Tática apreendeu dinheiro, droga e arma de fogo no bairro Nova Marília (Foto: Divulgação)

O segundo flagrante ocorreu por volta das 20h30 em uma transação em um supermercado localizado na Avenida João Ramalho, no bairro Nova Marília. A dupla Rafael Neris Azevedo Brito, de 32 anos, e autônomo Douglas Jacob da Silva, 22, terminaram presos.

A ação ostensiva da Força Tática impediu que dois quilos de crack, avaliados em R$ 40 mil, chegassem às ruas da cidade.

A última apreensão foi em veículo estacionado em um posto de combustível na rodovia Leonor Mendes de Barros (SP-333) na madrugada desta quinta-feira (31). Após uma denúncia, os policiais interceptaram uma carga com 288 tijolos de maconha no porta-malas de um Citroen C3 por volta das 2h.

O carregamento pesava 166 quilos e é avaliado em mais de R$ 150 mil. Joabe Gomes dos Santos, 20, foi preso por tráfico e confessou que estava trazendo as drogas de Cascavel, no Paraná.

Todos os casos foram registrados na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília.

VEJA TAMBÉM

Mais acessadas da seamana