Cantor Paraná é detido pela PF em Brasília com luneta para rifles

Sertanejo desembarcou no Aeroporto JK com o acessório e foi levado para explicar a necessidade do equipamento de uso restrito.

BRASÍLIA — O cantor sertanejo Paraná, que fazia dupla com Chico Rey, foi detido pela Polícia Federal, nesta quinta-feira (24/1), no Aeroporto Internacional de Brasília.

O artista desembarcou de um voo vindo dos Estados Unidos trazendo uma luneta de visão noturna usada em rifles. O equipamento é de uso restrito. Ele foi levado a uma sala reservada nas dependências da corporação no terminal para dar explicações sobre o acessório. O equipamento ficou retido pela PF e a corporação ainda vai decidir se será aberto inquérito.

O filho do cantor, Cauã Gomes, disse ao site Metrópoles que o pai possui registro de caçador e armas legalizadas.

“Ele pratica caça esportiva em locais onde é permitido para fins de controle de pragas e também atira em clubes de tiro. Ele já voltou para casa com a luneta, que vai usar para caçar”, destacou Cauã.

O advogado de Paraná, Breno Travassos Sarkis, explicou que o seu cliente prestou todos os esclarecimentos às autoridades e encontra-se em liberdade e à disposição para eventuais questionamentos da PF.

No início da noite, o cantor divulgou um vídeo explicando a situação. Confira:

Chico Rey e Paraná eram irmãos, nascidos em Arapongas, no interior do estado do Paraná. A carreira começou em 1981. A música que deu início ao sucesso nacional da dupla foi Quem Será Seu Outro Amor, em 1988.

A dupla se desfez em fevereiro de 2016, em virtude da morte do cantor Chico Rey durante viagem de férias a Maceió (AL). O artista teve um sangramento na fístula pela qual realizava procedimentos de hemodiálise, que resultou em parada cardíaca assim que chegou ao hospital e não resistiu.

VEJA TAMBÉM

Mais acessadas da seamana