São Paulo

PF faz operação para prender donos de universidade por fraudes no Fies

Metrópoles | Redação

PF faz operação para prender donos de universidade por fraudes no Fies — Foto: RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

SÃO PAULO — Polícia Federa — PF — realiza na manhã desta terça-feira, dia 03, a Operação Vagatomia para combater esquema de fraudes na concessão do Financiamento Estudantil do Governo Federal — Fies — em Fernandópolis-SP. Além disso, há indícios de comercialização de vagas e transferência de alunos do exterior — principalmente do Paraguai e da Bolívia — para o curso de medicina.

Agentes investigam ainda supostas fraudes no Programa Universidade para Todos — Prouni — e no exame Revalida. Entre os suspeitos, está o próprio dono e reitor da universidade, identificado pela polícia como o líder da organização criminosa.

A PF cumpre 11 mandados de prisão preventiva e 11 de temporária, 45 de busca e apreensão e 10 medidas cautelares, expedidos pela Justiça Federal de Jales-SP, em Fernandópolis, São Paulo, São José do Rio Preto, Santos, Presidente Prudente, São Bernardo do Campo, Porto Feliz, Meridiano, Murutinga do Sul, São João das Duas Pontes e Água Boa no Mato Grosso.

A Justiça determinou o bloqueio de bens e valores dos investigados na ordem de R$ 250 milhões.

De acordo com denúncias que levaram à investigação, vagas para ingresso, transferência e financiamentos do Fies eram negociados por até R$ 120 mil por aluno. A PF estima que, nos últimos cinco anos, R$ 500 milhões dos programas de benefícios do governo foram concedidos de forma fraudulenta.

A polícia identificou que entre os que compravam as vagas e os financiamentos promovidos pelo governo federal estavam filhos de fazendeiros, servidores públicos, políticos, empresários e amigos dos donos da universidade. Todos eles, segundo a PF, com alto poder aquisitivo.

Os presos poderão responder por organização criminosa, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistemas de informação e estelionato. As penas podem chegar a 30 anos de reclusão.

Comente

Outras Notícias

Veja Também