Polícia encontra corpo de universitária que estava desaparecida em Bariri

Homem que ajudou a jovem a trocar pneu do carro confessou o crime. Segundo informações da polícia, o corpo estava em uma área de canavial em Cambaratiba, distrito de Ibitinga-SP.

Universitária morta foi encontrada amarrada e amordaçada — Foto: Arquivo Pessoal

BARIRI-SP — A Polícia Civil encontrou, nesta quarta-feira, dia 25, o corpo da universitária de 19 anos que estava desaparecida em Bariri-SP desde a manhã de terça-feira, dia 24.

Segundo a polícia, o corpo de Mariana Bazza foi localizado em uma área de canavial em Cambaratiba, distrito de Ibitinga, cidade próxima de Bariri. Ela estava amarrada e amordaçada.


VEJA TAMBÉM


Os policiais encontraram o corpo depois que um suspeito foi preso e confessou que matou a vítima. Rodrigo Pereira Alves, de 37 anos, foi detido em Itápolis-SP, cidade vizinha de Bariri. Ele estava na casa de parentes e foi preso tentando se esconder no telhado de um imóvel. A motivação do crime é desconhecida.

Local onde foi encontrado o corpo da jovem — Foto: Divulgação

A polícia informou que, primeiramente, Rodrigo havia negado o crime, mas acabou revelando que matou e ainda levou os policiais até o local onde deixou o corpo. Mariana tinha 19 anos e estudava fisioterapia em uma universidade particular de Bauru.

Suspeito ajudou a vítima
Segundo a polícia, a universitária de 19 anos percebeu que o pneu do carro estava vazio logo que deixou a academia onde frequentava, em Bariri. O suspeito abordou a jovem na rua e se ofereceu para trocar o pneu.

Uma câmera de segurança da academia flagrou o homem conversando com Mariana perto do carro.

Após os dois conversarem, ela foi com o veículo até uma chácara do outro lado da avenida (veja abaixo). Na sequência, o veículo deixou o local e, segundo a polícia, o carro era dirigido por Rodrigo Alves naquele momento.

Foto tirada pela jovem mostra o Rodrigo trocando o pneu — Foto: Arquivo Pessoal

VEJA TAMBÉM

Mais acessadas da seamana