Polícia

Detento sofre ataque dentro cela em presídio de Marília

Motivação do crime seria o envolvimento do homem com a ex-mulher de um integrante de uma facção criminosa. Agentes foram até a cela viram o jovem com os punhos e tornozelos amarrados com toalhas. Ele relatou que seria jogado em um colchão em chamas.

G1 | Redação

MARÍLIA-SP — Um detento de 22 anos quase foi morto queimado dentro de uma cela da penitenciária de Marília, na noite de sexta-feira, dia 04.

Segundo o boletim de ocorrência, a motivação do crime seria o envolvimento da vítima com a ex-mulher de um integrante de uma facção criminosa.

Ainda de acordo com a polícia, agentes penitenciários sentiram cheiro de queimado e quando foram até a cela viram o jovem com os punhos e tornozelos amarrados com toalhas.

Ele foi levado ao Hospital das Clínicas de Marília e relatou que seria jogado em um colchão em chamas para morrer queimado. Os dois presos que dividiam a cela com o jovem foram indiciados por tentativa de homicídio.

Comente

Outras Notícias

Veja Também