Homem desaparecido há cinco dias é achado morto em penhasco de Marília

Funcionário público de 42 anos morava em Taquaritinga (SP), de onde saiu de carro na última quinta-feira (10). Segundo a família, ele passava por tratamento psiquiátrico por depressão.

Nas redes sociais, filho de Ricardo Restani anunciou seu desparecimento desde a última quinta-feira (10) — Foto: Facebook/Reprodução

Nas redes sociais, filho de Ricardo Restani anunciou seu desparecimento desde a última quinta-feira (10) — Foto: Facebook/Reprodução

MARÍLIA-SP — O Corpo de Bombeiros de Marília-SP localizou no fim da noite desta terça-feira, dia 15, o corpo de um homem nos fundos do itambé (espécie de penhasco) do Parque dos Ypês, na zona sul da cidade.

Com apoio da Polícia Militar, os bombeiros conseguiram chegar ao local de difícil acesso para resgatar o corpo do funcionário público Ricardo Aparecido Restani, de 42 anos, morador de Taquaritinga-SP e que, segundo os familiares, estava desaparecido desde a última quinta-feira, dia 10.

Ainda de acordo com informações dos familiares da vítima, ele sofria de depressão e teria deixado Taquaritinga na madrugada de quinta-feira dirigindo o próprio carro.

Nas redes sociais, o único filho de Ricardo anunciou o desaparecimento do pai, que estaria vestindo camiseta vermelha, shorts jeans e chinelo de dedo.

Os bombeiros e a PM de Marília foram acionados no fim da tarde de terça-feira através de denúncia anônima sobre a presença de um corpo no “buracão” localizado no final da rua Arlindo Borges, na zona sul da cidade.

A região é difícil acesso e os bombeiros chegaram ao local onde estava o corpo através de uma pequena estrada de terra. Durante os trabalhos de resgate, médicos legistas encontraram com o homem os documentos que indicavam ser de Ricardo Aparecido Restani.

Segundo os bombeiros, o corpo foi achado em uma pastagem e estava em estado avançado de decomposição e não havia sinais claros de violência. O carro da vítima não foi localizado.

VEJA TAMBÉM

Mais acessadas da seamana