Polícia

Polícia Civil recupera objetos furtados de residência em Cândido Mota

Trabalhos foram comandados pelo delegado Gustavo Barbosa de Siqueira juntamente com o chefe dos Investigadores, Jair Loureiro Junior.

O Diário do Vale | Redação

Polícia Civil recupera objetos furtados de residência em Cândido Mota

CÂNDIDO MOTA-SP — A Polícia Civil de Cândido Mota, através de trabalhos investigativos, recuperou um aparelho celular Samsung J-Prime e um aparelho televisor 4k, de 43’, da marca LG, furtados nos meses de junho e setembro deste ano.

Os dois casos foram registrados como crimes patrimoniais de furtos em duas residências, e, em ambas, foram subtraídos diversos objetos, dentre eles o aparelho celular e a televisão, recuperados.

O Setor de Investigações apurou os fatos e obteve êxito em localizar e apreender os objetos que estavam em posse de pessoas que compraram os aparelhos de terceiros, sem exigir as respectivas notas fiscais.

“Um dos objetos foi apreendido na cidade de Assis, após cumprimento de Mandado de Busca e Apreensão realizada por investigadores da Delegacia de Cândido Mota, sendo que os aparelhos foram devolvidos para as vítimas, e novas diligências prosseguem para identificação dos demais envolvidos nos crimes, bem como a recuperação dos demais objetos furtados”, disse o delegado de Cândido Mota, Gustavo Barbosa de Siqueira.

Polícia Civil recupera objetos furtados de residência em Cândido Mota

Polícia Civil recupera objetos furtados de residência em Cândido Mota

O chefe dos Investigadores da Delegacia de Cândido Mota, Jair Loureiro Junior, responsável pelas investigações das duas ocorrências, orienta a população para os devidos cuidados em relação a compras feitas fora de estabelecimentos comerciais especializados, principalmente quando o vendedor não fornece a nota fiscal dos produtos vendidos.

“Sem a nota fiscal, não temos a garantia da procedência dos objetos e que, uma vez comprovada a origem ilícita dos produtos adquiridos, além dos prejuízos financeiros e também de certa forma estarem contribuindo com os criminosos, os compradores também podem ser responsabilizados pelo crime de receptação, com previsão legal no artigo 180 do Código Penal, com penas que variam de 1 a 8 anos de reclusão, e multa, a depender da modalidade do crime, se simples, qualificado ou na forma culposa”, ressalta.

E continuou: “É importante esclarecer, ainda, que nos últimos meses têm ocorrido um grande número de registros de ocorrências de furtos a residências na cidade, e que a polícia civil está empenhada em apurar os fatos, identificar e responsabilizar os autores.

Polícia Civil recupera objetos furtados de residência em Cândido Mota

Polícia Civil recupera objetos furtados de residência em Cândido Mota

No entanto, orienta-se a população para que adotem medidas que evitem a facilidade da ocorrência dos crimes, ou seja, que as residências estejam devidamente fechadas quando os moradores se ausentarem do local e sempre que possível deixem pessoas de confiança para observarem suas casas, e que, se porventura moradores e vizinhos ouvirem movimentações de pessoas estranhas e/ou barulhos suspeitos nas proximidades, que acionem a Polícia Militar, através do telefone 190 para averiguarem o local, evitando assim ocorrências de furtos e possibilitando a prisão dos criminosos em flagrante, ou ainda, a depender da situação, que registrem os fatos por fotografias e vídeos e posteriormente encaminhem para a Polícia Civil para devida apuração e investigação”, finalizou o delegado.

Comente

Outras Notícias

Veja Também