Vereador de Assis, Nilson Pavão, é encontrado caído em praça após sofrer AVC

Segundo o advogado de Nílson Pavão (MDB), ele será encaminhado à Santa Casa da cidade.

Vereador de Assis Nilson Pavão sofreu AVC e foi achado caído — Foto: TV Câmara de Assis/Reprodução

Vereador de Assis Nilson Pavão sofreu AVC e foi achado caído — Foto: TV Câmara de Assis/Reprodução

ASSIS-SP — O vereador de Nilson Pavão — MDB — foi encontrado caído em uma praça de Assis-SP após sofrer um AVC na área central da cidade.

Fotos dele caído no chão perto de uma lanchonete na praça da Vila Prudenciana circularam pelas redes sociais da cidade. A suspeita dos internautas era de que o vereador, que já admitiu durante discurso na tribuna ser usuário de cocaína, tivesse sofrido uma recaída no uso de drogas.

Porém, segundo o presidente da Câmara de Vereadores de Assis, Alexandre Cachorrão — PR, o advogado de Pavão informou que ele teria sofrido um Acidente Vascular Cerebral — AVC — após sair de casa para pedir ajuda na manhã desta quarta-feira.

Pavão foi atendido e levado de volta para casa, mas continuou passando mal. O Samu foi acionado e encaminhou o vereador até a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), que confirmou o AVC. O vereador será encaminhado à Santa Casa para passar por uma bateria de exames.

Segundo o presidente da Câmara, ainda não foi definido se o suplente vai assumir a vaga de Nílson Pavão na Casa.

Histórico de polêmicas
O ex-catador de recicláveis Nílson Pavão foi o terceiro parlamentar mais votado em 2016 para a Câmara de Assis.

Em 2018, a Câmara abriu uma Comissão Processante (CP) contra o vereador por quebra de decoro parlamentar depois que ele foi flagrado com cocaína no carro após se envolver em um acidente de trânsito.

Pavão admitiu ser usuário de drogas, entretanto negou ser dono da droga encontrada no carro. O inquérito foi arquivado depois que outras pessoas que estavam no carro assumiram na delegacia a posse do entorpecente. Na época, Pavão chegou a pedir ajuda para tratar o vício durante uma sessão da Câmara.

No dia 5 de fevereiro deste ano, o vereador foi detido no centro de Assis, logo após a primeira sessão do ano na Câmara Municipal. A polícia informou que o vereador teve um surto durante uma blitz, e pulou em cima do próprio carro.

Um semana depois do surto, a Câmara abriu uma nova Comissão Processante contra Pavão para apurar o caso por quebra de decoro parlamentar. Pavão não compareceu à sessão e protocolou um pedido de afastamento por 180 dias para tratamento psiquiátrico.

Em agosto deste ano, logo após o término de sua licença médica, Pavão retomou suas atividades políticas na Câmara de Assis. Com o atestado médico, a tramitação da CP foi suspensa.

À época, Alexandre Cachorrão disse que, com a volta do vereador ao cargo, seriam retomadas as investigações da Comissão que investiga possível caso de quebra de decoro.

Nilson Pavão (centro) já foi alvo de dois processos de cassação na Câmara de Assis — Foto: Sérgio Pais
Nilson Pavão (centro) já foi alvo de dois processos de cassação na Câmara de Assis — Foto: Sérgio Pais
Mais acessadas da seamana