regional

Granja de Palmital investe na rastreabilidade dos ovos

Ovos saem ‘carimbados’ de aviário. Rastreabilidade deve aumentar nos próximos anos.

G1 | Redação

Granja de Palmital (SP) investe na rastreabilidade dos ovos — Foto: Reprodução/TV TEM

PALMITAL-SP — Cada uma das 140 mil aves do aviário de Victor Cruz Monteiro, em Palmital (SP), produz em média um ovo por dia. O cuidado com a qualidade está em todas as etapas do sistema de produção. Os ovos recebem uma marcação na casca para serem rastreados.

O avicultor diz que o carimbo traz informações importantes. Com ele é possível identificar o lote da galinha e a data da postura.

Os ovos são higienizados, selecionados e seguem para a fase de marcação. A máquina, que custou R$ 35 mil, é rápida. Carimba seis ovos por segundo com tinta comestível. São mais de 2,7 milhões por mês.

Victor conta que o investimento compensa. As vendas aumentaram 5%. Ele explica que o consumidor opta pelo produto rastreável quando o preço do concorrente é o mesmo.

Mais para a frente, o objetivo é incluir também o prazo de validade nas marcações. Por enquanto, os ovos rastreáveis são distribuídos somente no Estado de São Paulo.

A região de Bastos (SP) responde por 20% da produção de ovos no Brasil. São mais de 20 milhões de unidades por dia. Durante a quaresma, o consumo aumenta até 25%.

O avicultor Emerson Mesquita faz o alojamento das aves quatro meses antes desse período para garantir o abastecimento do mercado.

Granja de Palmital (SP) investe na rastreabilidade dos ovos — Foto: Reprodução/TV TEM

Comente

Veja Também