Cidade

Diocese de Assis suspende padre que abençoou união homoafetiva

Marília Notícia | Redação
Padre foi afastado após abençoar união homoafetiva (Foto: Arquivo Pessoal)

Padre foi afastado após abençoar união homoafetiva (Foto: Arquivo Pessoal)

ASSIS-SP — O padre Vicente Paula Gomes, de 56 anos, foi suspenso pela Diocese de Assis-SP após abençoar uma união homoafetiva durante o último sábado, dia 07, na cidade de Assis. A celebração uniu o casal Luiz Carlos dos Santos e Claudinei Batista de Almeida.

O documento com o afastamento foi assinado nesta quarta-feira, dia 11, e publicado hoje no site da Diocese. O decreto de medida cautelar foi baseado no código de direito canônico e considera as acusações contra o padre graves.

O decreto é assinado pelo Bispo Diocesano de Assis Dom Argemiro de Azevedo e pelo Chanceler do Bispado Padre David José Martins.

A Diocese também divulgou outro documento no qual nomeia de forma provisória o padre Orlando de Almeida Alves para assumir o cargo de administrador da Paróquia Santo André, em Tarumã, no lugar do religioso afastado. Apesar do padre Vicente administrar uma paróquia em Tarumã, o casamento que provocou o afastamento foi realizado em Assis.

Imagens da cerimônia homoafetiva circularam nas redes sociais e repercutiram entre a população. Padre Vicente não utilizou as vestes sacerdotais e abençoou a união do casal. Padre Vicente chega a citar que era a primeira vez que abençoava uma união homoafetiva.

Confira abaixo o vídeo e os documentos divulgados pela Diocese nesta quinta:

 

Comente

Outras Notícias

Veja Também