Política

João Doria: Não haverá nenhuma interrupção ou cortes no Projeto Guri


Ainda segundo o Governador, projeto será ampliado em 2020.

Estadão Conteúdo | Agência Estado

SÃO PAULO-SP — O governador de São Paulo, João Doria, afirmou nesta segunda-feira, 1º, que não haverá nenhuma interrupção ou redução do Projeto Guri, programa sociocultural focado em jovens e adolescentes. Para isso, o governo terá que descontingenciar R$ 20,7 milhões em recursos para o programa que foram bloqueados dentro do Orçamento. Ele afirmou também que o projeto será ampliado em 2020, mas ponderou que os detalhes só serão apresentados ao longo do ano.

A fala de Doria ocorre após notícias, no fim de semana, de que o governo fecharia unidades do projeto por falta de verba. O secretário de Cultura do Estado, Sérgio Sá Leitão, afirmou que há dificuldades financeiras no Estado e, por isso, a pasta foi afetada por um contingenciamento orçamentário, que será revertido no caso do Projeto Guri. “Começamos a conversar com as organizações sociais para diagnosticar a situação e tomar medidas para mitigar. A medida que será tomada é um descontingenciamento para que tenhamos recursos para destinar ao longo do ano”, disse.

Ele afirmou que a decisão da organização social que administra o projeto de dar aviso prévio para mais de 600 empregados foi tomada como “medida preventiva” após as conversas com o governo apontarem possíveis dificuldades financeiras futuras. Doria, no entanto, garantiu que ninguém será demitido. “Não haverá demissões. Essa é uma decisão do governador e, por enquanto, quem manda é o governador”, disse.

Sá Leitão também fez um “apelo” para que o setor privado contribua para a expansão do programa em 2020.

Comente

Veja Também