Regional

Paraguaçu Paulista confirma primeira morte suspeita por gripe no ano


Mulher de 65 anos estava internada na UTI de hospital da cidade. Ela não havia sido vacinada e caso suspeito de H1N1 será investigado pelo Departamento de Saúde.

G1 | Redação

O Departamento de Saúde de Paraguaçu Paulista (SP) anunciou nesta sexta-feira (24) que foi registrada na cidade a primeira morte suspeita por gripe do tipo H1N1 neste ano.

Segundo a prefeitura, uma mulher de 65 anos que estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Caridade de Paraguaçu morreu na quinta-feira (23) com suspeita de complicações da doença.

De acordo com o Departamento de Saúde, a mulher não tomou a vacina contra a gripe e o caso está sendo investigado pela Vigilância Epidemiológica.

Diante da morte, a prefeitura reforçou o alerta de prevenção para que a população que integra os grupos de risco tome a vacina, cuja campanha termina na próxima sexta-feira (31).

“Chamo a atenção principalmente para a importância da vacinação em crianças, idosos e gestantes, que integram o grupo de pessoas mais vulneráveis à doença”, diz a coordenadora do setor de Vigilância Epidemiológica, Gisele Oliveira.

Em Paraguaçu Paulista, como em várias cidades do Centro-Oeste Paulista, há vários grupos ainda longe da meta de vacinação, faltando uma semana para o término da campanha.

Na cidade, foram vacinados 78% do público-alvo – a meta é 90%. Desse percentual, o pior desempenho está no grupo das crianças, com apenas 54% de cobertura. Na sequência vêm doentes crônicos (64%), gestantes (68%) e idosos (74%).

Quem deve se vacinar de graça

  • Gestantes
  • Mães no pós-parto (45 dias)
  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos
  • Idosos com mais de 60 anos
  • Doentes crônicos
  • Pessoas com deficiência
  • Professores
  • Profissionais de saúde
  • Adolescentes em medidas socioeducativas
  • População carcerária
  • Trabalhadores do sistema prisional

    Campanha de vacinação contra gripe termina na próxima sexta (31): cidades ainda não cumpriram metas de imunização — Foto: TV TEM/Reprodução

Comente

Veja Também