Padre Vicente é punido por abençoar casamento homoafetivo

A punição foi divulgada nesta quarta-feira, dia 26, pela Diocese de Assis.

Padre Vicente é punido por abençoar casamento homoafetivo — Foto: Arquivo Pessoal/Redes Sociais

Padre Vicente é punido por abençoar casamento homoafetivo — Foto: Arquivo Pessoal/Redes Sociais

ASSIS-SP — Após longos oito meses a polêmica envolvendo o Padre Vicente Paula Gomes deve chegar ao fim. A Diocese de Assis, publicou nesta quarta-feira, dia 26, o Preceito Penal sobre o caso.

De acordo com a decisão da Igreja Católica, o Padre Vicente só poderá reassumir o ministério na Diocese de Assis no dia 08 de dezembro deste ano, porém, segue proibido de celebrar sacramento matrimonial pelo período de um ano e fica proibido de apresentar quaisquer programas em rádio ou TV até 2023.

A “pena” ao Padre que estava afastado, pelo fato de que em dezembro de 2019, ele estava presente em uma celebração de união estável de um casal homoafetivo e abençoou o casamento na ocasião.

A celebração foi registrada em vídeo e em poucos minutos após ser publicada nas redes sociais viralizou.

A decisão está assinada pelo bispo diocesano Argemiro de Azevedo.

Num trecho inicial, o documento informa que padre Vicente teria se arrependido e pedido perdão do ‘ato inconsequente’. Diz: “Tendo em vista o depoimento do reverendíssimo Padre Vicente Paula Gomes em que, arrependido, pediu perdão do ato inconsequente ao “celebrar” a união estável homo afetiva, não obstante ao escândalo eminente”, afirma.

VEJA:

VEJA TAMBÉM

Outras Notícias

Mais acessadas da seamana