Polícia

Mulher é encontrada morta em sua casa em Assis

Manicure de 26 anos sofria de depressão e acabou cometendo suicídio.

Assis Notícias | Redação

Manicure de 26 anos sofria de depressão e acabou cometendo suicídio — Foto: Arquivo Pessoal

ASSIS-SP — Uma jovem de 26 anos, vítima da depressão, tirou a própria vida na manhã desta sexta-feira, dia 28, em sua residência em Assis-SP.

A manicure Lídia Grunzweig, foi encontrada por familiares com sinais de enforcamento em sua casa na Rua André Perini. O Corpo de Bombeiro chegou a ser acionado, mas nada pode ser feito.

Lídia, que era separada, deixa um casal de filhos.

Seu corpo será velado na Igreja Vida com Cristo, no Jardim Paraná. O sepultamento será realizado neste sábado, dia 29, em Tarumã-SP.

ALERTA SOBRE O SUICÍDIO

Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria, o suicídio, há anos, é a segunda causa de morte em jovens dos 15 aos 29 anos de idade. Em mulheres, é a principal causa de mortalidade na faixa etária dos 15 aos 19 anos. Apesar de ser o desfecho trágico de um conjunto de fatores – é equivocado e simplista associar o suicídio a uma única causa – estudos mostram que mais de 90% das vítimas apresentavam pelo menos um transtorno psiquiátrico, especialmente a depressão, considerada o principal fator de risco para o suicídio.

Observação — Mudanças bruscas de comportamento, isolamento social e abandono de atividades prazerosas, tristeza persistente, alterações do sono e apetite, queda no rendimento escolar, lesões sem explicação aparente (sugerindo autoagressão) e mensagens que caracterizam desesperança, despedida ou com conteúdo de morte nas mídias sociais, são um sinal de alerta e não podem ser negligenciadas. Pais, escolas e profissionais de saúde devem estar atentos e capacitados para identificar as transformações que apontam para condutas de risco.

A grande maioria dos suicídios é evitável. Embora pensamentos de morte e de suicídio sejam relativamente frequentes em pessoas passando por problemas difíceis, a imensa maioria das pessoas encontra formas mais adequadas de lidar e superar os problemas.

O enfrentamento dos problemas, a busca de apoio em familiares, amigos, grupos sociais como os religiosos e a procura de ajuda junto a profissionais de saúde estão entre as estratégias de um enfrentamento bem-sucedido. Dentre as estratégias de prevenção, a identificação e o tratamento dos transtornos psiquiátricos são as mais eficazes.

O CVV — Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Informações sobre o atendimento pelo número 188.

Clique aqui e acesse a página.

Comente

Veja Também