Organizador de rinha de galo é multado em R$ 90 mil em Garça

Também foram apreendidos diversos materiais usados na prática de rinhas.

Local que funcionava como “arena” para espetáculo de maus-tratos — Foto: Divulgação PM | Ambiental

Local que funcionava como “arena” para espetáculo de maus-tratos — Foto: Divulgação PM | Ambiental

GARÇA-SP — A Polícia Militar Ambiental autuou em R$ 90 mil um homem acusado de envolvimento em rinhas de galo na zona rural de Garça, à 106 quilômetros de Assis. No local, os policiais encontraram 30 aves da variedade galo-índio, vários com sinais de maus-tratos.

Denúncia anônima levou a patrulha ambiental até a chácara no bairro rural Santo André. Os animais estavam com vários sinais de utilização em rinha, como esporas serradas, cristas e barbelas cortadas, pequenos ferimentos cicatrizados e tosas nas coxas.

Ainda segundo a polícia, alguns animais não tinham água e alimentos. O local estava sujo e com restrição à livre movimentação dos galos.

Um dos animais tinha ferimento no olho, provavelmente uma lesão de combate. Foram encontrados instrumentos de rinha, como rebolo, buchas e biqueiras de proteção, além de três serras para mutilar as esporas dos animais.

Os policiais também encontraram duas esporas, naturais, que foram retiradas das aves O caso é apurado pela polícia e o responsável vai responder por crimes ambientais. As galos foram resgatados e encaminhadas para avaliação veterinária.

Local que funcionava como “arena” para espetáculo de maus-tratos — Foto: Divulgação PM | Ambiental
Local que funcionava como “arena” para espetáculo de maus-tratos — Foto: Divulgação PM | Ambiental
Local que funcionava como “arena” para espetáculo de maus-tratos — Foto: Divulgação PM | Ambiental
Local que funcionava como “arena” para espetáculo de maus-tratos — Foto: Divulgação PM | Ambiental

VEJA TAMBÉM

Outras Notícias

Mais acessadas da seamana