Delegado orienta sobre golpe ‘boa noite cinderela’ ocorrido em Cândido Mota

Um dos casos foi registrado no último domingo, dia 7.

O Delegado de Polícia de Cândido Mota, Gustavo Barbosa de Siqueira, juntamente com a equipe de escrivães e investigadores, alertou esta semana para golpes de ‘boa noite cinderela’ que estão ocorrendo no município. Eles gravaram um vídeo para explicar o que vem ocorrendo.

Segundo os policiais, uma moradora do município se aproxima das pessoas, na maioria das vezes homens, pelas redes sociais. Após ganhar a confiança, ela chama para ir até a sua casa ou vai até a casa da vítima, onde oferece uma bebida, que causa muito sono na pessoa e ela acaba adormecendo. Com isso, a mulher subtrai objetos pessoais, dinheiro ou objetos da casa da vítima.

No último domingo, dia 7, a Polícia Militar registrou um caso em Cândido Mota. Segundo o boletim de ocorrência, uma equipe foi chamada por testemunhas que informaram haver um homem fazendo ligação direta em um carro na rua Luis Carlos Fadel, no parque Lourival.

No local, o homem de 62 anos, morador de Ribeirão do Pinhal/PR, e que apresentava sonolência, informou aos policiais que conheceu uma mulher pela internet e, na sexta-feira, dia 5, veio até Cândido Mota conhecê-la. Ele disse que trouxe R$ 20 mil, dinheiro que ela havia pedido emprestado para pagar uma dívida com a Receita Federal.

O homem contou que entregou o dinheiro para a mulher e eles foram até a agência da Caixa Econômica Federal em Assis para fazer o depósito. Porém, a mulher informou que o banco estava fechado e que retornaria na segunda-feira para fazer a operação bancária. Segundo o homem, eles retornaram à casa da mulher, que lhe ofereceu um suco, e 30 minutos após, ele se sentiu mal e foi levado pela mulher até a Santa Casa, onde ficou internado até sábado.

Após receber alta do hospital, o homem procurou pela mulher, que não quis recebê-lo.
Os policiais militares foram até a residência da acusada, que confirmou ter conhecido o homem pela internet, mas negou os fatos relacionados ao dinheiro.

Segundo o registro policial, uma vizinha da mulher relatou que ela foi juntamente com a acusada até duas lojas, onde fez compras de móveis e eletrodomésticos em seu nome, que totalizaram R$ 16 mil e se recusa a pagar. Outra vizinha também entrou em contato com os policiais informando que registrou boletim de ocorrência contra a mesma mulher, que também lhe ofereceu um suco, quando dormiu profundamente e teve furtada de sua casa a quantia de R$ 2,2 mil.

A Polícia Civil está pedindo informações de quem passou por este fato ou conhece alguém que foi vítima da mulher para que procure a Delegacia de Polícia de Cândido Mota e faça a denúncia. O sigilo é garantido. “Iniciamos o procedimento de investigações relativas aos estelionatos e também especificamente a este último caso registrado no dia 7. Nossa equipe está reunindo as informações ouvindo as vítimas e colhendo provas para adotar as medidas cabíveis para responsabilizar os autores”, finalizou o delegado de Cândido Mota.

*O Diário do Vale

VEJA TAMBÉM

Outras Notícias

Mais acessadas da seamana