Polícia

Pedestres ignoram passarela e colocam vida em risco em rodovia de Marília

Marília Notícia | Redação

Pedestres atravessando rodovia SP-294 próximo de uma passarela — Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia

MARÍLIA-SP — Quem utiliza a Rodovia do Contorno em Marília está acostumado a ver pedestres atravessando as pistas da SP-294 e SP-333 pelo nível do solo, mesmo em locais próximos de passarelas.

Tal prática coloca a vida deles e de motoristas em risco, com a possibilidade atropelamentos e acidentes de trânsito.

Na manhã desta sexta-feira, dia 09, a reportagem do site Marília Notícia — MN — flagrou dezenas de casos em menos de meia hora na rodovia SP-294, nas proximidades das universidades localizadas na avenida Hygino Muzzi Filho, zona Oeste da cidade.

A maioria dos transeuntes atravessando a pista era formada por estudantes. Chama a atenção o fato de existir uma passarela há menos de 50 metros dos pontos em que eles foram vistos e fotografados pela equipe do site.

Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia

Desde agosto de 2016, quando estão disponíveis dados do Infosiga, sistema do Governo do Estado de São Paulo, foram contabilizados 12 mortes por atropelamento nas rodovias que cortam a área urbana de Marília.

Em 2010 o Superior Tribunal de Justiça entendeu que, a vítima de atropelamento que poderia ter utilizado passarela ou passagem de nível e não o fez tem a chamada “culpa concorrente”.

Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia

A partir de 31 de março deste ano pedestres e ciclistas poderiam passar a receber multas, inclusive por não utilizar dispositivos como passarelas. No entanto, o Conselho Nacional de Trânsito revogou a decisão.

O MN questionou o Departamento de Estradas de Rodagens (DER) e a Polícia Rodoviária sobre o problema recorrente em Marília. Foram feitas, por exemplo, perguntas sobre a fiscalização. No entanto, até o fechamento desta matéria não houve retorno.

Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia

Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia

Foto: Leonardo Moreno/Marília Notícia

Comente

Veja Também