Polícia

Estudante de 17 anos morre e 37 ficam feridos em acidente na região

Ônibus da Unoeste tombou na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), na cidade de Regente Feijó, no final da noite de ontem.

O Imparcial | Redação

Acidente foi em alça de acesso para a Rodovia Raposo Tavares (SP-270) — Foto: Polícia Rodoviária/Cedida

REGENTE FEIJÓ-SP — No fim da noite de ontem, um adolescente de 17 anos morreu em um grave acidente envolvendo um ônibus da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), que tombou na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Regente Feijó. Trinta e sete pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas a três hospitais de Presidente Prudente, sendo 24 vítimas para o HR (Hospital Regional) “Doutor Domingos Leonardo Cerávolo”, nove para a Santa Casa de Misericórdia e quatro para o Hospital Iamada.

Das vítimas, o Corpo de Bombeiros informa que quatro foram retiradas das ferragens. A maioria apresenta ferimentos leves e intermediários. Entre os passageiros, estavam 31 estudantes da Fipp (Faculdade de Ciências da Informação e Mídia de Presidente Prudente); quatro professores; um funcionário administrativo e dois motoristas, que voltavam de uma viagem acadêmica para uma fábrica de veículos em São José dos Pinhais (PR).

A corporação comunica ainda que 10 viaturas dos bombeiros foram mobilizadas para o resgate. Colaboraram com a operação ambulâncias de Regente Feijó, Taciba, Anhumas, Indiana e Prudente, além da Polícia Rodoviária, Cart (Concessionária Auto Raposo Tavares) e o policiamento de área.

Em nota, a Unoeste enfatiza estar prestando todo suporte às vítimas e famílias. A universidade acionou uma equipe para o local do acidente e psicólogas do serviço de apoio ao estudante. Completa que “está acompanhando de perto cada caso neste dia de muita tristeza para todos da Unoeste”. A instituição decretou luto oficial e suspendeu as aulas em todos os cursos nesta quarta-feira. Na Fipp, a suspensão será de três dias.

HR — O HR informa que, durante a madrugada, 24 pacientes deram entrada no Pronto-Socorro da unidade. Todos foram prontamente atendidos pela equipe médica e multiprofissional. Desses, 17 pacientes já foram liberados. Outros sete permanecem em observação pela equipe médica e multiprofissional, sendo que o estado de saúde de todos é considerado estável.

Comente

Veja Também